fine art

Você Conhece o Mercado de Impressão para Fine Art?

Fine Art é um segmento de impressão que trabalha com peças que precisam de alta qualidade e durabilidade.

Apesar de ser uma modalidade pouco conhecida do público em geral, esse mercado é promissor, com tendências específicas para os próximos meses.

O que é Impressão Fine Art?

A impressão Fine Art é o processo de transferência de fotografias e imagens digitais para o meio físico, com o máximo de qualidade possível.

Por isso, a técnica de impressão precisa ser cuidadosa, e os materiais usados (papel, tinta, impressora) precisam ter alta qualidade.

Assim, as imagens podem ser apreciadas em galerias, museus e exposições de maneira satisfatória.

Transformar uma fotografia em uma Obra de Arte

Já imaginou encontrar obras expostas em uma galeria de arte pixelizadas e com cores esbranquiçadas?

Ou ainda pior, já imaginou se as grandes obras de arte da humanidade tivessem a vida útil de um impresso convencional?

Se você quer que o seu impresso tenha qualidade estética a nível de um museu, não pode utilizar uma impressão comum.

Afinal, o balanço das cores, brilho e exposição de imagens podem ser alterados na hora da impressão.

Além disso, nesse segmento a durabilidade dos impressos também precisa ser alta, por serem produtos delicados.

cmyk.la plano anual

Fotografias e impressos desbotando, com cores pouco chamativas ou sem brilho são um verdadeiro pesadelo.

Felizmente, a tecnologia de impressão hoje em dia avançou o suficiente para que isso não seja mais um problema.

Assim, as fotografias podem ser eternizadas e transformadas em verdadeiras obras de arte!

Quer saber mais sobre a Impressão Fine Art? Então leia o artigo até o final!

Qual o público do mercado de Fine Art?

Se você acha que esse tipo de impressão tem um público limitado, está enganado. 

Por isso, separamos algumas opções de clientes para quem quer trabalhar nesse segmento:

  • fotógrafos: impressão de fotografias autorais;
  • artistas: registro e exposição de outros formatos de arte, como quadros, esculturas, etc.
  • arquitetos: exposição e registro de grandes projetos;
  • moldurarias: para criação de catálogos;
  • galerias e museus: exposição de fotografias ou réplicas em exposição;
  • agências de publicidade: ilustração de campanhas em alta qualidade e durabilidade;
  • editoras de arte: criação de catálogos e exemplares em alta qualidade;
  • decoradores: a impressão fine art é perfeita para decoração de interiores;
  • colecionadores de arte: grande procura por quem gosta de arte e quer ter sua própria coleção. 
Você Conhece o Mercado de Impressão para Fine Art?

3 Tendências para o Mercado

Assim como outros segmentos da impressão, o mercado de Fine Art promete crescer em algumas áreas nos próximos meses.

Conhecer as tendências de um mercado antes de investir é essencial para quem quer empreender com impressão.

Por isso, você precisa se atentar para o que o mercado está pedindo nesse momento.

Aliás, se você está em dúvida sobre qual segmento empreender, vale a pena estudar as tendências dos outros mercados de impressão.

Leia o artigo sobre Sublimação e Estamparia e descubra 3 tendências para esse ramo durante o ano de 2021!

1 – Mobgrafia: fotografias tiradas com um celular 

Essa modalidade permite que grande parte da população  possa criar suas próprias obras de arte.

Afinal, basta ter um celular com câmera e muita criatividade. 

Segundo o IBGE, em 2018, 79,3% da população brasileira com mais de 10 anos possuía um aparelho móvel. 

Por isso, esse é um mercado tão promissor.

Com essa modalidade, você pode transformar cenas do seu dia a dia em telas para exposição. 

Atualmente, existe até mesmo um festival chamado O Mobile Photo Festival, feito especialmente para esse segmento.

Nele, a fotografia vencedora é impressa e  exposta no MIS, o Museu da Imagem e do Som, em São Paulo Capital.

2 – Selfie Fine Art: seu auto retrato vira uma obra de arte

A palavra Selfie é uma abreviação do termo inglês “ self-portrait”, que significa auto retrato.

Basicamente, uma selfie é uma foto que uma pessoa tira de si mesma.

Conforme as redes sociais e a tecnologia fotográfica em smartphones cresceram, a modalidade ganhou espaço.

Assim como as pinturas, os auto retratos digitais são íntimos.

Além disso, com um cuidado maior com a composição e a estética da fotografia, podem virar uma obra de arte!

3 – Decoração: quadros divididos e mosaicos

O uso de Fine Arts para o segmento da decoração de interiores já é uma tendência solidificada.

Contudo, existem novos estilos de como usar esses itens.

As composições de quadros diferentes que se completam quando olhamos panoramicamente estão em alta.

As Fine Arts são perfeitas para essa modalidade, além disso, criam lindos mosaicos em paredes. 

Aliás, são ideias para quem busca uma decoração exclusiva.

Como empreender nesse segmento?

“A Epson SureColor S80600 é perfeita para entregar altíssima qualidade em impressões à base de tinta solvente.”

DSI.

Se você chegou até aqui, já percebeu que quando o assunto é impressão para Fine Art, a qualidade de impressão precisa ser muito alta.

Por isso, é necessário ter muita atenção ao escolher uma impressora que consiga atender esses requisitos.

Por possuir 10 cores de tintas diferentes, a Epson SureColor S80600 é uma ótima opção para quem deseja empreender neste segmento.

Conheça mais sobre a Epson Surecolor S80600!

Mas antes de colocar a mão na massa e comprar sua impressora, é preciso separar um tempo para pesquisar e estruturar o seu projeto. 

Agora é a hora de planejar o seu negócio.

Embora não seja algo simples, um bom planejamento é o que vai determinar o sucesso ou a falência da sua empresa.

Não sabe por onde começar? Então O Portal O Impressor pode te ajudar!

Baixe a edição 10 da Revista UMAPASSADA e aprenda, passo a passo, como planejar o seu empreendimento!

Simule o Financiamento de Sua Nova Impressora!


Comentários